Histórico do Sindicato


O Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado de Pernambuco – SIMPEPE, fundado em 1991, originou-se da Associação Nordestina da Indústria de Plástico - ANIP, quando foi registrado no Arquivo de Entidades Sindicais Brasileiras - AESB e filiado a Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco - FIEPE.

Com um sindicato de atuação estadual, o setor se fortaleceu com maior coesão em torno das causas da entidade. Na época participavam 30 empresas pernambucanas.

Em 2001 o setor de plástico foi enquadrado no Programa de Desenvolvimento de Pernambuco – PRODEPE como prioritário para a economia do Estado. Desta forma novos projetos foram realizados com incentivos fiscais para o setor.




Missão


Promover a Integração da Indústria de Transformação de Plástico de Pernambuco, visando o crescimento e a evolução do setor, através da prestação de serviços e a representação de seus interesses, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado.




Setor Econômico


Pernambuco um dos pioneiros no ramo de transformação de plástico, aparece como o segundo estado do país a realizar atividades nesse setor, com a fundação de sua primeira fábrica de embalagens, a 5 (cinco) décadas.

Atualmente, alcançamos uma posição de alto consumo de matéria prima, com um nível de 5 (cinco) mil toneladas/mês, no consumo de polietileno – resina plástica. O setor econômico de Pernambuco acompanha o desenvolvimento tecnológico mundial. Desde 1995 as empresas do estado exportam e participam de programas nacionais de exportação ( Export Plastic / APEX ) de artefatos de plásticos, tendo como principal parceiro a Associação Brasileira das Indústrias de Plásticos - Abiplast.

As Indústrias de Transformação de Plástico estão distribuídas por todo território pernambucano, estando a maioria localizada na Região Metropolitana do Recife. Atualmente, temos aproximadamente 450 empresas (micro, pequenas, médias e grandes), que atuam em diversos segmentos, como: sopro, injeção, rígido, extrusão, moldagem e termoformagem. Tendo como maior percentual de participação, no mercado de plástico, a área de extrusão, que se divide em rígidos e flexíveis, sendo essa última responsável por 60% de todo mercado.

O setor gera, aproximadamente, 4.500 empregos diretos e 13.500 indiretos.